• Português

01.06.2017 - Na Argentina, ONU Mulheres participa de Reunião de Ministras e Altas Autoridades de Mulheres do Mercosul


Violência de gênero; tráfico de mulheres; gênero, trabalho e integração econômica; política de gênero no Mercosul e situação das mulheres negras da região no âmbito da Agenda 2030 de Desenvolvimento Sustentável estão entre os assuntos a serem abordados no encontro

Na Argentina, ONU Mulheres participa de Reunião de Ministras e Altas Autoridades de Mulheres do Mercosul/

 

Começa nesta quinta-feira (1/6), na Argentina, a 9ª Reunião de Ministras e Altas Autoridades das Mulheres do Mercosul (RMAAM). O encontro será realizado hoje e amanhã (1 e 2/6), no Palácio San Martín, Ministério das Relações Exteriores da Argentina.

A abertura oficial será conduzida por autoridades argentinas, com início previsto para as 11h30. As autoridades mencionadas são: a ministra do Desenvolvimento Social, Carolina Stanley, a chanceler Susana Malcorra, e a presidenta do Conselho Nacional das Mulheres, Fabiana Tuñez. Estarão presentes ministras e altas autoridades dos demais países da região, assim como representantes de organismos internacionais – entre elas Nadine Gasman, representante da ONU Mulheres Brasil – e especialistas convidadas.

Os trabalhos estarão centrados em informes nacionais sobre a situação das mulheres nos países do Mercosul, relatos das mesas técnicas e discussão sobre diretrizes para uma política de gênero no Mercosul. Dentre os conteúdos a serem apresentados e aprovados estão: o documento do projeto “Proposta de uma Estratégia Regional até o Desenvolvimento Sustentável das Mulheres Afrodescendentes do Mercosul” e informe sobre o projeto RMAAM – AECID “Apoio à implementação da política de gênero no Mercosul”.

Debates técnicos – A 9ª RMAAM é precedida por debates técnicos entre órgãos de políticas para as mulheres e organismos internacionais. Na manhã desta quinta-feira (1/6), a representante da ONU Mulheres Brasil, Nadine Gasman, participa da mesa de debate sobre participação política das mulheres. Gasman abordará o tema: “Papel dos mecanismos de gênero na participação política das mulheres e contribuição para o alcance da paridade”.

Na quarta-feira (31/5), o documento do marco lógico do projeto “Proposta de uma Estratégia Regional até o Desenvolvimento Sustentável das Mulheres Afrodescendentes do Mercosul” foi apresentado para apreciação técnica. Em seguida, três mesas técnicas examinaram questões importantes para as políticas das mulheres do Mercosul.

Na primeira delas, esteve em discussão a violência de gênero, com apresentação da iniciativa argentina “Mesa de trabalho com familiares de vítimas de feminicídio”, projeto de recomendação “Reconhecimento mútuo de medidas de proteção para mulheres que sofrem violência baseada em gênero” e projeto de declaração para as ministras “A prevenção e erradicação de todas as formas de violência como prioriedade regional”.

Na segunda mesa técnica, o tema em evidência foi o tráfico de mulheres. O foco foi o seguimento aos resultados da reunião de consolidação do “Mecanismo de articulação para atenção a mulheres em situação de tráfico internacional”. O terceiro tema abordado foi gênero, trabalho e integração econômica, com recomendação sobre a “Promoção de mulheres empreendedoras do Mercosul, redes e feiras de economia social e solidária”. Houve, ainda, a apresentação do projeto “Recomendação sobre portabilidade da previdência social no trabalho doméstico”.