• Português

A ONU Mulheres é a organização das Nações Unidas dedicada à igualdade de gênero e o empoderamento das mulheres.

Brasil

Mulheres Negras Rumo a um Planeta 50-50 em 2030


 | Playlist Década Internacional de Afrodescendentes | Playlist Gênero e Raça (vídeos) | Publicações |

Galerias >> Marcha das Mulheres Negras 1ª Reunião Regional da Década Afro (2015) | AWID

Mulheres Negras Rumo a um Planeta 50 50 em 2030/

As mulheres negras no Brasil são 55,6 milhões, chefiam 41,1% das famílias negras e recebem, em média, 58,2% da renda das mulheres brancas, de acordo com os dados de 2015 extraídos do Retrato das Desigualdades de Gênero e Raça.

Em cada três mulheres presas, duas são negras num total de 37, 8 mil detentas – quantidade que se elevou em 545%, entre 2000 e 2015, de acordo o Infopen Mulher. E entre 2003 a 2013, houve um aumento de 54% no número de assassinatos de mulheres negras enquanto houve redução em 10% na quantidade de assassinatos de mulheres brancas. No quadro diretivo das maiores empresas no Brasil, as negras são apenas 0,4% das executivas – apenas duas num total de 548 executivos e executivas.

Mulheres Negras Rumo a um Planeta 50 50 em 2030/

Em atenção à situação das afro-brasileiras, a ONU Mulheres Brasil desenvolve a estratégia “Mulheres Negras rumo a um Planeta 50-50 em 2030”, em parceria com o movimento de mulheres negras brasileiras, por meio de comitê integrado por: Articulação de ONGs de Mulheres Negras Brasileiras (AMNB), Agentes da Pastoral Negra (APNs), Coordenação Nacional de Quilombos (Conaq), Federação Nacional de Trabalhadoras Domésticas (Fenatrad), Fórum Nacional de Mulheres Negras, Movimento Negro Unificado (MNU), Negras Jovens Feministas e integrantes negras do Grupo Assessor da Sociedade Civil Brasil da ONU Mulheres (GASC).

A iniciativa articula o advocacy público de compromissos nacionais em favor do Marco de Parceria das Nações Unidas para o Desenvolvimento Sustentável 2017-2021, que adota como diretriz o enfrentamento ao racismo e a eliminação das desigualdades de gênero no País, baseada na Agenda 2030 de Desenvolvimento Sustentável e na Década Internacional de Afrodescendentes (2015-2024).

O instrumento apoia o desenvolvimento de políticas públicas por meio da cooperação técnica da ONU Brasil como o governo brasileiro, além de ações com empresas e universidades, como estabelecem o Plano de Ação de Durban e o Plano de Ação de Pequim.

Mulheres Negras Rumo a um Planeta 50 50 em 2030/

 

Em 2015, a ONU Mulheres apoiou a realização da Marcha das Mulheres Negras contra o Racismo e a Violência e pelo Bem Viver. Na ocasião, a subsecretária Geral da ONU e diretora executiva da ONU Mulheres, a sul-africana Phumzile Mlambo-Ngcuka, esteve presente à manifestação de 2015.

Mulheres Negras Rumo a um Planeta 50 50 em 2030/

A estratégia Mulheres Negras Rumo a um Planeta 50-50 em 2030 tem como objetivo visibilizar as mulheres negras como um dos grupos mais vulneráveis e prioritários na promoção da igualdade de gênero e no enfrentamento ao racismo. Conta com o apoio das organizações de mulheres negras, youtubers e blogueiras negras, além de apoiadoras públicas.

 

:::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::

Defensoras dos Direitos das Mulheres Negras da ONU Mulheres Brasil

KENIA MARIA
No Dia Internacional pela Eliminação da Discriminação Racial, 21 de março de 2017, a ONU Mulheres Brasil nomeou a atriz, escritora e roteirista Kenia Maria como Defensora dos Direitos das Mulheres Negras, em apoio à Década Internacional de Afrodesdescendentes (2015-2024) e à iniciativa global Por um Planeta 50-50 em 2030: um passo decisivo pela igualdade de gênero no marco da Agenda 2030 de Desenvolvimento Sustentável. No Brasil, esses marcos estão aglutinados na estratégia Mulheres Negras Rumo a um Planeta 50-50 em 2030, lançada, em março de 2017, pela ONU Mulheres no País.

Mulheres Negras Rumo a um Planeta 50 50 em 2030/

Engajamentos: Dia Internacional das Mulheres (2017)  |  Marcha das Mulheres Negras no Rio de Janeiro (2017) | 20 de novembro – Dia Nacional de Zumbi dos Palmares e da Consciência Negra

Confira>> Galeria de Fotos | Acesse >> onumulheres.org.br/kenia-maria

 

TAÍS ARAÚJO
Por ocasião do #JulhoDasPretas 2017– período de mobilização do movimento de mulheres negras em decorrência do 25 de Julho, Dia da Mulher Afro-latino-americana, Afro-caribenha e da Diáspora –, a ONU Mulheres Brasil nomeou Taís Araújo como defensora dos Direitos das Mulheres Negras. A atriz passa a apoiar a visibilidade das mulheres negras como um dos grupos prioritários do Plano de Trabalho da ONU Brasil para a Década Internacional de Afrodescendentes, alinhado com o princípio de não deixar ninguém para trás, focando nos grupos em situação de maior vulnerabilidade, preconizado na Agenda 2030 e nos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) e ressaltado no Marco de Parceria para o Desenvolvimento Sustentável 2017-2021. Estes princípios estão aglutinados na estratégia de comunicação da ONU Mulheres Brasil Mulheres Negras Rumo a um Planeta 50-50 em 2030.

Mulheres Negras Rumo a um Planeta 50 50 em 2030/

Engajamentos: Dia da Mulher Afrolatinoamericana, Afro-caribenha e da Diáspora (2016) Dia Internacional das Mulheres (2017) | Marcha das Mulheres Negras no Rio de Janeiro (2017)

Confira>> Galeria de fotos | Acesse>> onumulheres.org.br/tais-araujo

 

:::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::

Pacto Global de Mídia Planeta 50-50

A EBC (Empresa Brasil de Comunicação) é parceira da ONU Mulheres no Pacto Global de Mídia “Dê um passo pela igualdade de gênero”. E faz parte de uma rede de produção de conteúdos colaborativos que reúne mais de 60 grupos de comunicação no mundo para visibilizar a pauta noticiosa sobre os direitos das mulheres para um Planeta 50-50, com paridade de gênero no âmbito dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável. Além da colaboração de conteúdo, o Pacto Global de Mídia visa aumentar a quantidade de mulheres nos espaços de tomada de decisão nos meios de comunicação – uma das metas do Plano de Ação de Pequim, da 4ª Conferência Mundial da Mulher.

Em novembro de 2017, a ONU Mulheres e EBC produziram conteúdos colaborativos para visibilizar mulheres negras durante o mês da Consciência Negra. De 13 a 18 de novembro, o telejornal Repórter Brasil apresentou a série de reportagens #EmMarcha, baseando-se nos dois anos da Marcha das Mulheres Negras, que reuniu 50 mil afro-brasileiras, em Brasília, reivindicando um novo pacto social contra o racismo e o sexismo no Brasil. Apresentada pela jornalista Luciana Barreto, a série #EmMarcha do Repórter Brasil abordou o encarceramento de mulheres negras, o extermínio da juventude negra, saúde mental, entre outros temas.

No Dia da Consciência Negra (20/11), o programa Diálogos Brasil entrevistou Valdecir Nascimento, Secretária-Executiva da Articulação de ONGs de Mulheres Negras Brasileiras e integrante do Comitê Mulheres Negras Rumo a um Planeta 50-50 em 2030, e Ana Carolina Querino, Gerente de Programas da ONU Mulheres. Elas falaram sobre a vulnerabilidade das mulheres negras com origem no racismo e sexismo e a oportunidade de respostas mais efetivas nas agendas globais da ONU: Objetivos de Desenvolvimento Sustentável e Década Internacional de Afrodescendentes.

Confira o programa na íntegra:

:::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::

Ações Digitais: 

No intuito de promover o debate público e ampliar o alcance dos conteúdos produzidos pela ONU Mulheres, realizaram-se, no âmbito da estratégia Mulheres Negras Rumo a Um Planeta 50-50 em 2030, realizadas ações digitais em três momentos emblemáticos para os direitos das mulheres negras: 21 de março – Dia Internacional pela Eliminação da Discriminação Racial; 25 de julho – Dia Internacional da Mulher Afro-latino, Afro-americana e Caribenha; 23 de agosto  – Dia Internacional da Lembrança do Tráfico de Escravos e de sua Abolição e 20 de novembro – Dia Nacional de Zumbi dos Palmares e da Consciência Negra.

As atividades envolveram as Defensoras dos Direitos das Mulheres Negras da ONU Mulheres, as atrizes Kenia Maria e Taís Araújo, ativistas do movimento social e youtubers negras, com foco na proposição de atitudes no âmbito da Década Internacional de Afrodescendentes, da iniciativa “Por um Planeta 50-50” e dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável. As ações estratégia já alcançaram 600 mil pessoas aproximadamente, por meio de postagens no Facebook, Twitter e Instagram.

Confira aqui todos os cards e vídeos das ações digitais.

:::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::

Notícias:

01.05.2018 – Latino-americanas e caribenhas querem intensificar integração com movimento de mulheres negras brasileiras

27.04.2018 – Mulheres negras iniciam organização de encontro nacional alusivo aos 30 anos de articulação política

23.03.2018 – ONU Mulheres e ativistas negras promovem ação digital sobre ODS e enfrentamento ao racismo

13.03.2018 – Com apoio da ONU Mulheres, mulheres negras debatem articulação política durante o Fórum Social Mundial

12.03.2018 – Kenia Maria, defensora dos Direitos das Mulheres Negras, visita ONU Mulheres

26.12.2017 – Mulheres negras do Nordeste são maioria entre as pessoas em vulnerabilidade e buscam inclusão nos ODS

05.12.2017 – Com apoio da ONU Mulheres, Movimento de Mulheres Negras Brasileiras discute ações para os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável

20.11.2017 – Movimento de Mulheres Negras e ONU Mulheres apresentam localização da plataforma da Marcha das Mulheres Negras nos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável

20.11.2017 – No Mês da Consciência Negra, EBC e ONU Mulheres destacam mulheres negras na liderança política contra o racismo no Brasil

25.09.2017 – Kenia Maria participa de debate sobre o papel dos homens para o Empoderamento das mulheres

12.09.2017 – Mulheres quilombolas: liderança e resistência para combater a invisibilidade

28.07.2017 – Defensoras da ONU Mulheres apoiam Marcha das Mulheres Negras, neste domingo (30), no Rio de Janeiro

25.07.2017 – Artigo de Kenia Maria, Defensora dos Direitos das Mulheres Negras: O racismo deu certo no Brasil?

24.07.2017 – #SouNegraEQueroFalar: Youtubers propõem ações para o empoderamento das mulheres negras na Agenda 2030

07.07.2017 – Grupo Temático de Gênero, Raça e Etnia da ONU discute situação das mulheres negras no Brasil

06.07.2017 – ONU Mulheres e movimento de mulheres negras discutem ações para a Agenda 2030 e a Década Internacional de Afrodescendentes

03.07.2017 – ONU Mulheres Brasil nomeia Taís Araújo como defensora dos Direitos das Mulheres Negras

05.06.2017 – Festival Latinidades faz campanha de doações coletivas

15.05.2017 – No Dia Internacional das Famílias, mulheres negras contam impacto do racismo e da violência contra a juventude negra

21.03.2017 – ONU Mulheres Brasil nomeia Kenia Maria como Defensora dos Direitos das Mulheres Negras

21.03.2017 – De olho na Década Internacional de Afrodescendentes, youtubers negras contam quais ações almejam para o combate ao racismo

08.03.2017 – Ativistas dos movimentos de mulheres e feministas são homenageadas pela ONU Mulheres na ciranda virtual Planeta 50-50

10.09.2016 – “Nos próximos cinco anos, nós, juntas, temos muito trabalho para fazer”, diz diretora da ONU Mulheres para mulheres negras latino-americanas e africanas

05.08.2016 – “Estamos com vocês e estamos aqui para ficar”, diz diretora executiva da ONU Mulheres para ativistas feministas

25.07.2016 – “Que mulher negra é um exemplo para você?”, responda em vídeo ao desafio da Articulação de Mulheres Negras Brasileiras e da ONU Mulheres

18.11.2015 – Diretora executiva da ONU Mulheres marcha com as mulheres negras brasileiras contra o racismo, a violência e pelo bem viver