• Português

A ONU Mulheres é a organização das Nações Unidas dedicada à igualdade de gênero e o empoderamento das mulheres.

Brasil

Cristo Redentor, Elevador Lacerda e Palácio Buriti são iluminados de laranja no Dia Internacional pela Eliminação da Violência contra as Mulheres



24.11.2017


Ação ocorre em apoio à mobilização global #PinteOMundoDeLaranja da ONU Mulheres em apoio à campanha 16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra as Mulheres. Em Goiânia, Câmara Municipal já está alaranjada

O Cristo Redentor, principal cartão-postal do Brasil, é o mais novo monumento global engajado na campanha #PinteOMundoDeLaranja contra a violência de gênero, liderada pela ONU Mulheres. No Dia Internacional pela Eliminação da Violência contra as Mulheres, 25 de novembro, o Corcovado projetará a luz laranja, mostrando ao Brasil e ao mundo o debate urgente sobre o investimento, a continuidade e o aperfeiçoamento de políticas e serviços essenciais a mulheres em situação de violência.

Neste ano, o lema da ONU para a campanha dos 16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra as Mulheres é “Não deixar ninguém para trás: acabar com a violência contra as mulheres” em referência aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, sobretudo o número 5 relacionado à igualdade de gênero. A subsecretária-geral da ONU e diretora executiva da ONU Mulheres, Phumzile Mlambo-Ngcuka, faz um chamado à cidadania: “Como comunidade mundial, agora podemos acabar com a violência contra as mulheres e meninas e unir os esforços para não deixar ninguém para trás”. De acordo com Phumzile, está no presente as mudanças urgentes que precisam acontecer para impedir as desigualdades de gênero em prejuízo da mulheres e meninas desta e das futuras gerações.

A representante da ONU Mulheres Brasil, Nadine Gasman, chama a atenção para a adesão do Brasil à campanha dos 16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra as Mulheres. “Pelo quarto ano consecutivo, o Brasil se pinta de laranja em solidariedade às mulheres e meninas em situação de violência. Convidadamos a todas e todos que continuem participando das mobilizações mensais, que acontecem no dia 25 de cada mês. Ontem, lançamos pesquisa sobre violência doméstica contra as mulheres no Nordeste, cujos dados precisam ser amplamento discutidos e incorporados na resposta do Brasil para a eliminação da violência”.

A Pesquisa Condições Socioeconômicas e Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher, que entrevistou 10 mil mulheres, representativas de 5 milhões de mulheres que vivem nas nove capitais do Nordeste. O estudo apontou a urgência de investimentos, continuidade e aperfeiçoamento de políticas e serviços essenciais a mulheres em situação de violência em apoio à implementação da Lei Maria da Penha.

De acordo com a pesquisa, 27% de todas as mulheres com idades entre 15 e 49 anos já foram vítimas de violência doméstica ao longo da vida e 17% das nordestinas foram agredidas fisicamente pelo menos uma vez na vida. As cidades de Salvador, Natal e Fortaleza ostentam o título negativo de cidades mais violentas ao longo da vida das mulheres, em termos de violência doméstica física, com prevalência de 19,76%, 19,37%, e 18,97%, respectivamente (ver tabela 7, p.8). Confira: condições socioeconômicas e violência doméstica e familiar (dez, 2016)| violência doméstica e seu impacto no mercado de trabalho e na produtividade das mulheres (ago, 2017)| violência doméstica, violência na gravidez e transmissão entre gerações (out, 2017).

Cristo Redentor, Elevador Lacerda e Palácio Buriti são iluminados de laranja no Dia Internacional pela Eliminação da Violência contra as Mulheres/planeta 50 50 noticias igualdade de genero destaques 16 dias de ativismo

Cristo Redentor, uma das sete maravilhas do mundo moderno, se ilumina de laranja nos 16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra as Mulheres
Foto: UNIC/Pedro Andrade

 

Além do Cristo Redentor, o Elevador Lacerda, em Salvador, e o Palácio Biruti, sede do Governo de Brasília, serão iluminados de laranja neste Dia Internacional p
ela Eliminação da Violência contra as Mulheres. Em Goiânia, a Câmara Municipal já está alaranjada.

Prédios icônicos – Edifícios e monumentos emblemáticos são iluminados de laranja – cor representativa da mobilização pelo fim da violência de gênero – para incentivar cidadãs e cidadãos do mundo a participar em marchas e concentrações, em shows e festivais públicos durante os 16 dias de ativismo.

No mundo, estão programadas as iluminações do Fortune Financial Centre, em Pequim (China); dos parlamentos de Bangladesh, Libéria e Marrocos; do Palácio de Belas Artes, na Cidade do México (México); dos monumentos de Gaziantep (Turquia); da prefeitura de Bogotá; do Teatro Nacional de Argel e da Montanha da Mesa, na Cidade do Cabo (África do Sul).

Iluminação do Cristo Redentor (adesão à campanha global #PinteOMundoDeLaranja pelo Fim da Violência contra as Mulheres)
Data: 25 de novembro de 2017
Horário: das 19h30 às 20h30
Local: Rua Cosme Velho, 513 – Parque Nacional da Tijuca – Rio de Janeiro/RJ

Iluminação do Palácio Buriti (adesão à campanha global #PinteOMundoDeLaranja pelo Fim da Violência contra as Mulheres)
Data: 25 de novembro a 10 de dezembro de 2017
Horário: a partir das 20h
Local: Zona Cívico-Administrativa – Praça do Buriti – Brasília/DF

Iluminação do Elevador Lacerda (adesão à campanha global #PinteOMundoDeLaranja pelo Fim da Violência contra as Mulheres)
Data: 25 de novembro de 2017
Horário: à noite
Local: Praça Municipal, s/n – Centro Histórico – Salvador/BA

 

Assessoria de Comunicação da ONU Mulheres Brasil
Isabel Clavelin – 61 3038 9140 | 98175 6315
isabel.clavelin@unwomen.org