• Português

A ONU Mulheres é a organização das Nações Unidas dedicada à igualdade de gênero e o empoderamento das mulheres.

Brasil

ONU Mulheres anuncia programação na Assembleia Geral da ONU 2019



17.09.2019


Em aliança com vários países, entidade organiza programação com foco em mudanças climáticas, sustentabilidade, empoderamento econômico, tráficos de pessoas, novas tecnologias e aniversário dos 25 anos da Plataforma de Ação de Pequim. Entre 16 de setembro a 7 de outubro, atividades podem ser acompanhadas pelo portal unwomen.org

 

ONU Mulheres anuncia programação na Assembleia Geral da ONU 2019/violencia contra as mulheres principios de empoderamento das mulheres planeta 50 50 phumzile mlambo ngcuka onu mulheres ods noticias igualdade de genero direitosdasmulheres destaques

ONU Mulheres em participação na Assembleia Geral da ONU
Foto: ONU Mulheres/Ryan Brown

 

A partir de 17 de setembro, lideranças mundiais se reunirão por duas semanas na 74ª sessão da Assembleia Geral das Nações Unidas (UNGA 74, sigla em Inglês) em Nova Iorque, para discutir e trabalhar nas questões globais mais urgentes – da igualdade de gênero à mudança climática – e progressos em direção a Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável.
O tempo para reverter as tendências ameaçadoras das mudanças climáticas está se esgotando, reações contrárias aos direitos das mulheres conquistados nunca foram tão fortes. Portanto, a Assembleia Geral das Nações Unidas deste ano vem com grande pressão para avançar rapidamente para alcançar os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável acordados pelos Estados-Membros em 2015. A UNGA 74 reunirá os chefes e as chefas de Estado e de Governo, setor privado, sociedade civil e organizações internacionais em uma série de eventos de alto nível para acelerar ações nestas questões críticas.

A UNGA 74 ocorre antes do 25º aniversário da Plataforma de Ação de Pequim, adotada em 1995, considerada a agenda mais visionária dos direitos e empoderamento das mulheres. Durante a UNGA 74, a campanha Geração Igualdade, lançada pela ONU Mulheres para comemorar o aniversário de Pequim+25, destacará a igualdade de gênero. Esta campanha multigeracional, lançada em maio de 2019, visa revigorar a agenda de direitos das mulheres, catalisar um diálogo global e mobilizar ações para a igualdade de gênero em uma série de pontos críticos – da paridade salarial e liderança das mulheres ao fim da violência contra as mulheres.

Durante a Assembleia Geral, a ONU Mulheres co-organizará evento de alto nível co-realizado pela França e pelo México, voltado a lideranças mundiais. A expectativa é que mais países se somem à Parceria Biarritz, iniciativa para a eliminação de leis discriminatórias, apresentada, na Cúpula do G7, em agosto de 2019. Neste encontro, pretende-se pavimentar o caminho para o Fórum Geração Igualdade, que ocorrerá em Paris, em julho de 2020, em continuidade a Fórum que acontecerá, no México, em maio de 2020. Enquanto isso, haverá também uma outra atividade focada na juventude. A ONU buscará dar voz à próxima geração de defensoras dos direitos de mulheres e apresentar iniciativas de orientação e transferência de liderança para apoiar o avanço na carreira de mulheres jovens.

Na Cúpula de Ação Climática do Secretário-Geral da ONU em Nova Iorque, em 23 de setembro, entre as iniciativas adotadas para combater a ação climática, está a igualdade de gênero. A iniciativa clama pela inclusão total e liderança de mulheres e meninas nos esforços para abordar as mudanças climáticas como uma força catalítica para tornar as ações climáticas mais eficazes. Paralelamente, evento co-organizado pela ONU Mulheres com os países parceiros mostrará exemplos concretos de iniciativas lideradas por mulheres na mitigação e adaptação às mudanças climáticas.

As melhores práticas para combater o tráfico de pessoas e todas as outras formas de violência contra as mulheres também serão discutidas durante a sessão.
Após a semana de alto nível, a Assembleia Geral chamará atenção para a igualdade de gênero e o empoderamento das mulheres. De 4 a 7 de outubro, a Terceira Comissão (Assuntos Sociais, Humanitários e Culturais) se concentrará no acompanhamento da Quarta Conferência Mundial sobre Mulheres em Pequim, de 1995; a situação das mulheres e meninas em áreas rurais; violência contra mulheres trabalhadoras migrantes; e a situação das mulheres no Sistema ONU. O Segundo Comitê (Econômico e Financeiro) se concentrará sobre o tema “mulheres no desenvolvimento”, em 16 de outubro. Seis relatórios foram preparados pelo Secretário-Geral sobre esses temas (A/74/111; A/74/220; A/74/222; A/74/224; A/74/235 e A/74/279).

NOTA PARA A MÍDIA:
Todos os eventos são abertos à mídia, salvo os com indicação em contrário. As atividades realizadas nas dependências da ONU são abertas apenas para mídia credenciada pela ONU. Mais informações em: https://www.un.org/en/media/accreditation/unga.shtml
Para obter a versão mais atualizada deste comunicado de mídia on-line, consulte este link: https://www.unwomen.org/en/news/stories/2019/9/media-advisory-un-women-at -unga-74

EVENTOS REALIZADOS OU CO-ORGANIZADOS PELA ONU MULHERES:

GERAÇÃO IGUALDADE: PELOS DIREITOS DAS MULHERES A UM FUTURO IGUALITÁRIO – PROMOVENDO E APOIANDO A LIDERANÇA DE JOVENS DENTRO DA ONU

A campanha multigeracional da ONU Mulheres “Geração Igualdade: Pelos direitos das mulheres a um futuro igualitário” reúne a próxima geração de ativistas dos direitos das mulheres com todas as pessoas defensoras e visionárias da igualdade de gênero que foram fundamentais na criação da Plataforma de Ação de Pequim há mais de duas décadas. O evento servirá como a ativação da campanha entre a juventude das Nações Unidas e facilitará o diálogo intergeracional entre jovens funcionários e funcionárias da ONU, especialistas, setor privado e oficiais de alto nível da ONU. Entre as palestrantes, estão: Phumzile Mlambo-Ngcuka, diretora executiva da ONU Mulheres; Virginia Marie “Ginni” Rometty, presidenta executiva da IBM; Jayathma Wickramanayake, emissária da Juventude do Secretário-Geral da ONU, Minna Nurminen,aAnalista de Paridade de Gênero da ONU Mulheres; Daniela Bas, diretora da Divisão de Desenvolvimento Social Inclusivo da DESA; David Bearfield, diretor do Escritório de Recursos Humanos do PNUD; Irem Tumer, ponto focal para Liderança e Participação Juvenil do UNFPA. Mais informações e folheto do evento aqui.
• Quando: Segunda, 16 de setembro, das 13h15 às 14h30
• Onde: Sala de conferência 2, Sede das Nações Unidas, Nova Iorque
• Confirmar presença: Link para confirmação

 

BOM PARA OS NEGÓCIOS, BOM PARA INVESTIR: UMA PERSPECTIVA CANADENSE SOBRE OS PRINCÍPIOS DE EMPODERAMENTO DAS MULHERES

Apresentado por palestrantes da ONU Mulheres, FinDev Canadá e setor privado, este evento mostrará como a ONU Mulheres e a FinDev Canadá estão trabalhando juntas para promover o uso dos Princípios de Empoderamento da Mulher (WEPs, sigla em inglês) e sua Ferramenta de Análise de Lacunas de Gênero associada para promover a igualdade de gênero e o empoderamento econômico das mulheres no setor privado, inclusive do ponto de vista de investidores e investidoras. As empresas canadenses signatárias dos WEPs oferecerão uma perspectiva do setor privado sobre a estrutura dos WEPs e seu impacto transformador nos negócios. O evento contará com um bate-papo e um breve painel de discussão, tendo organização da ONU Mulheres e da FinDev Canadá. Entre as palestrantes estão Meigan Terry, vice-presidenta sênior de comunicações globais, cultura e empresa social do Scotiabank; Ana Santos, diretora financeira da Schneider Electric; e Trang Tran, gerente de Finanças Sustentáveis da JCM Power.
• QUANDO: quinta-feira, 19 de setembro, das 18h às 20h15.
• ONDE: Sede da Onu Mulheres, Nova Iorque. Por favor, traga um documento de identificação com foto para fins de registro.

 

SOLUÇÕES PARA IMPLEMENTAR AÇÃO CLIMÁTICA RESPONSIVA DE GÊNERO DURANTE A CÚPULA DE AÇÕES CLIMÁTICAS 2019 – UMA CORRIDA QUE PODEMOS GANHAR

Este evento defenderá a integração das perspectivas de gênero nas ações climáticas, apresentando projetos inovadores de mudança climática que colocam as mulheres no centro dos esforços. O encontro promoverá experiências, capacidades e conhecimentos de mulheres em relação às ações climáticas para passar à fase de implementação do Acordo de Paris e dos ODS. Phumzile Mlambo-Ngcuka, diretora Executiva da ONU Mulheres, e Teresa Ribero, ministra da Transição Ecológica da Espanha, farão as considerações iniciais, seguidas de um painel e uma sessão plenária redonda com palestrantes que compartilharão exemplos de ações transformadoras do clima sensíveis ao gênero. O evento será encerrado com comentários de Carlos Manuel Rodríguez, ministro do Meio Ambiente e Energia da Costa Rica. A atividade é organizada pela ONU Mulheres, Secretaria-Geral da coligação de condutores políticos e sociais da ONU, Governos da Costa Rica, Espanha e Peru.
• QUANDO: domingo, 22 de setembro, das 10 às 11h30
• ONDE: Sala de conferências 2, sede das Nações Unidas, Nova Iorque
• Confirmação: envie um e-mail para verona.collantes@unwomen.org para se inscrever no evento até 14 de setembro.

 

IGUALDADE DE GÊNERO: DA PARCERIA BIARRITZ AO FÓRUM GERAÇÃO IGUALDADE PEQUIM +25

Este evento paralelo, organizado pelos ministros das Relações Exteriores da França e do México, Jean-Yves Le Drian e Marcelo Ebrard, respectivamente, e co-realizado pela ONU Mulheres, fará um balanço dos resultados da igualdade de gênero da cúpula de Biarritz e do trabalho do Conselho Consultivo da Igualdade de Gênero (do qual a diretora executiva da ONU Mulheres é membra). Além disso, o encontro apresentará oficialmente o Fórum de Geração Igualdade no México, em maio de 2020, e em Paris, em julho de 2020, para a comunidade internacional. Convocado pela ONU Mulheres, organizado pela França e pelo México e realizado em estreita parceria com a sociedade civil, o Fórum Geração Igualdade no México e Paris comemorarão o 25º aniversário da adoção da Plataforma de Ação de Pequim, com o objetivo de dar um novo impulso à implementação dos resultados da Conferência de Pequim.
Entre os e as palestrantes do evento de alto nível na UNGA estão Jean-Yves Le Drian e Marcelo Ebrard, os ministros das Relações Exteriores da França e do México; membros e membras do Conselho Consultivo para a Igualdade de Gênero do G7; Phumzile Mlambo-Ngcuka, diretora executiva da ONU Mulheres; Katja Iversen, presidenta da Women Deliver, e Rula Jebreal, analista de política externa e jornalista; assim como o Dr. Denis Mukwege, ginecologista de renome mundial, ativista de direitos humanos e ganhador do Nobel da Paz; Marlène Schiappa, ministra de Estado para a Igualdade de Gênero e Luta contra a Discriminação da França; e Nadine Gasman, presidenta do Inmujeres México.
• QUANDO: segunda-feira, 23 de setembro, das 18h30 às 20h
• ONDE: Sala de conferências 3, sede das Nações Unidas, Nova Iorque

 

“WOMEN COUNT DATA HUB” ESTÁ AO VIVO

Este novo laboratório de dados educacional e interativo servirá como uma demonstração introdutória da plataforma de dados Women Count (“Mulheres Contam”, tradução livre), seus dados e seu potencial. O objetivo da plataforma é melhorar o acesso aos dados de gênero para informar políticas e advocacy, fornecendo todos os indicadores de gênero dos ODS em um só lugar. O sistema também incluirá histórias e visualização e é hospedado pelo programa de dados de gênero da ONU Mulheres, o Women Count (“Mulheres contam”).
• QUANDO: terça-feira, 24 de setembro, das 15h às 17h
• ONDE: Lightbox, 248 West 37th Street, Nova Iorque
• Confirmação: https://bit.ly/2lLTIIT

 

CAMPEÃS GERAÇÃO DA IGUALDADE

Este evento de alto nível é uma plataforma de apresentação para o grupo de mulheres líderes da campanha Geração Igualdade, da ONU Mulheres. O grupo é composto por mais de 280 mulheres líderes de diferentes setores de liderança de todas as partes do mundo e grupos etários. Elas defenderão e emprestarão sua voz, impacto e poder à campanha. Entre as palestrantes estão Phumzile Mlambo-Ngcuka, diretora executiva da ONU Mulheres; Kolinda Grabar-Kitarović, presidente da Croácia e presidente do Conselho de Mulheres Líderes Mundiais; e Katrin Jakobsdottir, primeira ministra da Islândia. A atividade é organizada pela ONU Mulheres e pelo Conselho de Mulheres Líderes Mundiais (CWWL, sigla em inglês).
• QUANDO: quarta-feira, 25 de setembro, das 15h às 15h45.
• ONDE: Câmara ECOSOC, sede das Nações Unidas, Nova Iorque

 

PROMOÇÃO DE RESPOSTAS MULTI-AGÊNCIAS PARA COMBATER O TRÁFICO DE PESSOAS: REALIZAÇÕES E INICIATIVAS IMPORTANTES DO GRUPO DE COORDENAÇÃO INTERAGENCIAL DA ONU CONTRA O TRÁFICO DE PESSOAS

Este evento, organizado pela Missão Permanente da Grécia, contará com um painel de alto nível que apresentará as realizações e iniciativas estratégicas do Grupo de Coordenação Interagências das Nações Unidas contra o Tráfico de Pessoas (ICAT, sigla em inglês), inclusive sob sua cooperação 2019-2020 entre a ONU Mulheres e a Organização para Segurança e Cooperação na Europa. Ao destacar seu trabalho, principalmente na área de tecnologia, trabalho forçado, compras e cadeias de suprimentos, o evento proporcionará a oportunidade para discutir como o ICAT pode apoiar ainda mais os esforços de colaboração entre o Sistema ONU, Estados-Membros, ONGs e profissionais mobilizados e mobilizadas contra tráfico de pessoas.

• QUANDO: quinta-feira, 26 de setembro, das 17 às 17h30.
• ONDE: Sala de conferência A, sede das Nações Unidas, Nova Iorque
• Confirmação: para confirmar, envie um e-mail para michelle.silva@unwomen.org até 20 de setembro. As informações sobre onde retirar seu passe no dia do evento serão enviadas a você após a inscrição. Para qualquer outra pergunta, envie um e-mail para christodoulidis.stavros@mfa.gr

 

NOTA PARA MÍDIA

• Todos os eventos que estão sendo transmitidos ao vivo pela web estão disponíveis para visualização no portal UNWomen.org
• Para cobertura dos eventos da ONU Mulheres realizados na sede da ONU, é necessário credenciamento. Mais informações em: https://www.un.org/en/media/accreditation/unga.shtml

LINKS RELACIONADOS:

ONU Mulheres na 74ª Assembléia Geral
Objetivos de Desenvolvimento Sustentável
Documentação oficial
• Mídias sociais: siga @UN_Women no Twitter para obter as atualizações e histórias mais recentes, usando a hashtag #UNGA
Notícias e recursos relacionados à questão de gênero da ONU