• Português

Comissão da ONU sobre a Situação das Mulheres

Comissão da ONU sobre a Situação das Mulheres/

A Comissão da ONU sobre a Situação das Mulheres é uma das maiores reuniões anuais de lideranças mundiais, ONGs, empresas, parceiras e parceiros das Nações Unidas e ativistas de todo o mundo, para discutir a situação dos direitos das mulheres e o empoderamento de todas as mulheres e meninas em todas as partes do mundo.

A ONU Mulheres atua como secretariado da Comissão sobre a Situação das Mulheres (CSW), que se reúne, no mês de março, em Nova Iorque, há mais de 60 anos. Essa é uma das principais instâncias de negociação e de monitoramento de compromissos internacionais sobre direitos humanos das mulheres. Participam dos encontros anuais, as autoridades dos mecanismos das mulheres, sociedade civil e especialistas.

CSW 61 – março de 2017

O 61º período das sessões da Comissão da ONU sobre a Situação das Mulheres (CSW), que aconteceu de 13 a 24 de março de 2017, na sede das Nações Unidas, deliberou sobre “O Empoderamento Econômico das Mulheres no Mundo do Trabalho em Mudança”.

Comissão da ONU sobre a Situação das Mulheres/

O mundo do trabalho está mudando de um modo que terá consequeências significativas para as mulheres. Por um lado, os avanços tecnológicos e a globalização trazem oportunidades sem precedentes a quem tem a possibilidade de acessá-los. De outro lado, estão o aumento do trabalho informal, a desigualdade de salário e as crises humanitárias.

Apenas 50% das mulheres em idade de trabalhar estão representadas na população economicamente ativa no mundo. Os homens representam 76% dessa força de trabalho. A esmagadora maioria das mulheres trabalha na economia informal, sustenta o trabalho de cuidados em casa e está concentrada em empregos com menor qualificação e que pagam salários mais baixos, tendo pouca ou nenhuma proteção social.

Comissão da ONU sobre a Situação das Mulheres/

Comissão da ONU sobre a Situação das Mulheres/

::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::

 CSW 59 – março 2015

Comissão da ONU sobre a Situação das Mulheres/

 

Notícias globais | Discursos | Webcasts | Eventos paralelos | 12 áreas críticas | Fotos e vídeos | Vozes Pós-Pequim | Mídias sociais | Documentos oficiaisDia Internacional da Mulher 2015

O ano de 2015 apresentou um marco: o 20º aniversário da Quarta Conferência Mundial sobre as Mulheres e a adoção da Declaração e Plataforma de Ação de Pequim, que será o tema central da 59ª Sessão da Comissão sobre a Situação das Mulheres (CSW59). Nessa reunião anual de alto nível, realizada na sede das Nações Unidas em Nova Iorque de 9 a 20 de março de 2015, líderes e ativistas mundiais fizeram um balanço dos avanços e dos desafios pendentes para implementar esse acordo histórico para a igualdade de gênero e os direitos das mulheres. Os Estados que trabalharam na Plataforma em 1995 identificaram 12 áreas de preocupação e todas continuam desafios importantes de serem alcançados.

Em 2014, a ONU Mulheres lançou a campanha mundial Pequim+20 “Empoderar Mulheres. Empoderar a Humanidade. Imagine!” para recuperar os aspectos urgentes que levaram à inciativa de Pequim e apresentá-la a uma nova geração sobre os temas relacionados à igualdade de gênero.

Comissão da ONU sobre a Situação das Mulheres/Em preparação à CSW59, 166 países, um montante sem precedentes, também realizaram revisões nacionais sobre a situação das mulheres, além das contribuições da sociedade civil. Esses insumos, junto com o relatório do Secretário-Geral da ONU sobre a implementação de Pequim, ocuparam destaque na CSW59, na qual as lideranças analisarão os avanços e formularão recomendações concretas para acelerar seus esforços e garantir que a igualdade de gênero e o empoderamento das mulheres estejam presentes nas vidas de todas e no mundo inteiro.

A cada ano, a CSW atrai milhares de representantes de ONGs (organizações não governamentais) e centenas de representantes nacionais dos quatro cantos do planeta para debater aspectos críticos para as mulheres, chamar a atenção e estimular ações concretas. Em 2015 foi obtido novo recorde: mais de 1.100 ONGs e um total de 8.600 representantes de países.

 

Acesse os relatórios do Brasil sobre a Plataforma de Ação de Pequim:

Brasil – Pequim+20 | Brasil – Pequim+15 | Brasil – Pequim+10 | Brasil – Pequim+5

Confira os relatórios regionais da América Latina e Caribe sobre a Plataforma de Ação de Pequim:

LAC – Pequim+20 | LAC – Pequim+15 | LAC – Pequim+10

Relatório das Organizações da Sociedade Civil sobre Pequim+20