e Publicações – ONU Mulheres
  • Português

A ONU Mulheres é a organização das Nações Unidas dedicada à igualdade de gênero e o empoderamento das mulheres.

Brasil

93 resultado(s) encontrado(s)
Resultado da pesquisa pelo ano de 
Selecione os filtros de pesquisa
Autoria
11 - 20 de 93 Resultado(s)
Tipo de Arquivo: PDF Tamanho: 651 KB Quantidade: 68 páginas

Trilha de aprendizagem: competências para atingir o sucesso no negócio de café

2021 Programa Ganha-Ganha, IWCA Empoderamento Econômico, Empreendedorismo

Este é um guia com mapeamento das principais habilidades empreendedoras - identificadas por especialistas como relevantes para o desenvolvimento e sucesso nos negócio no setor de café. Esse mapeamento foi dividido em 4 áreas: produção de café; marketing e exportação; torrefação e varejo de café torrado; e serviço de café e hospitalidade.
Tipo de Arquivo: PDF Tamanho: 5.3 MB Quantidade: 37 páginas

Como organizar uma cooperativa ou organização com equidade de gênero – IWCA

2021 Programa Ganha-Ganha, IWCA Empoderamento Econômico, Empreendedorismo

Guia para orientar sobre a incorporação da perspectiva de gênero nas associações e / ou cooperativas do setor cafeeiro, para que as mulheres tenham sua autonomia e independência respeitadas e possam ser incluídas em cargos de responsabilidade e poder. Visa contribuir também para a organização de associações e cooperativas lideradas por mulheres, fomentando oportunidades de negócios e empoderamento econômico de cafeicultoras, cafeicultores e suas famílias.
Tipo de Arquivo: PDF Tamanho: 4.4 MB Quantidade: 94 páginas

Brochura WEPs - Igualdade de Gênero significa bons negócios

2021 Programa Ganha-Ganha Empoderamento Econômico, WEPs

Esta brochura tem como objetivo servir como ferramenta para as empresas signatárias em todos os estágios da jornada WEPs, atendendo tanto aquelas que ainda estão aprendendo sobre os WEPs como também as que que procuram avançar em seu trabalho sobre igualdade de gênero e empoderamento das mulheres. A estrutura do documento segue o caminho da Jornada WEPs, com cada seção destacando as principais etapas e práticas recomendadas para empresas interessadas em ingressar na comunidade WEPs. A brochura também apoia as atuais signatárias WEPs interessada...Leia mais >>>
Esta brochura tem como objetivo servir como ferramenta para as empresas signatárias em todos os estágios da jornada WEPs, atendendo tanto aquelas que ainda estão aprendendo sobre os WEPs como também as que que procuram avançar em seu trabalho sobre igualdade de gênero e empoderamento das mulheres. A estrutura do documento segue o caminho da Jornada WEPs, com cada seção destacando as principais etapas e práticas recomendadas para empresas interessadas em ingressar na comunidade WEPs. A brochura também apoia as atuais signatárias WEPs interessadas em reativar seus compromissos e assegurar práticas sustentáveis.
Tipo de Arquivo: PDF Tamanho: 4.8 MB Quantidade: 54 páginas

Princípios de Empoderamento das Mulheres para Startups - Tecnologia a favor da igualdade

2021 Programa Ganha-Ganha, WE Impact, Gema Consultoria Empoderamento Econômico, WEPs

Guia com ações e posicionamentos que podem ser adotados para a implementação dos 7 Princípios de Empoderamento das Mulheres (WEPs, da sigla em inglês para Women’s Empowerment Principles), com orientações específicas para o ambiente e os desafios das startups. Elaborado pelas equipes do Ganha-Ganha, WE Impact e Gema Consultoria.
Tipo de Arquivo: PDF Tamanho: 528 KB Quantidade: 28 páginas

Eliminação da Violência e assédio no mundo do Trabalho - Convenção 190

2021 Programa Ganha-Ganha Empoderamento Econômico, Violência de Gênero

A Convenção 190 sobre Eliminação da Violência e Assédio no Mundo do Trabalho e a Recomendação 206 que a complementa preconizam que o trabalho decente decorre de um ambiente livre de violência e assédio – e alertam sobre os danos causados contra as mulheres que afetam não apenas a vida das profissionais mas também o mercado de trabalho como um todo, a economia e o bem-estar social, tendo impacto direto nas relações de trabalho, na reputação da empresa e na produtividade. A violência e o assédio são práticas nocivas, podendo impedir que pessoas, ...Leia mais >>>
A Convenção 190 sobre Eliminação da Violência e Assédio no Mundo do Trabalho e a Recomendação 206 que a complementa preconizam que o trabalho decente decorre de um ambiente livre de violência e assédio – e alertam sobre os danos causados contra as mulheres que afetam não apenas a vida das profissionais mas também o mercado de trabalho como um todo, a economia e o bem-estar social, tendo impacto direto nas relações de trabalho, na reputação da empresa e na produtividade. A violência e o assédio são práticas nocivas, podendo impedir que pessoas, particularmente mulheres, mas também outros grupos de trabalhadores que enfrentam formas cruzadas de discriminação e estigma, permaneçam e avancem em suas carreiras e profissões.
Tipo de Arquivo: Tamanho: Quantidade: 57 páginas

Relatório de Boas Práticas e Lições Aprendidas para a Igualdade de Gênero na Resposta Humanitária ao Fluxo Migratório Venezuela/Brasil

2021 INESC, Núcleo de Mulheres de Roraima (NUMUR) Ação Humanitária

"O presente relatório é resultado do processo de avaliação da resposta humanitária á migração venezuelana, especificamente na fronteira entre Brasil e Venezuela, no que tange a igualdade de gênero. Tal processo foi construído em parceria entre o Instituto de Estudos Socioeconômicos (Inesc) e o Núcleo de Mulheres de Roraima (NUMUR), em projeto apoiado pela ONU Mulheres. Para tal, foi utilizada como principal norteadora a Ferramenta de Avaliação Rápida (RAT, na sigla em inglês),instrumento global da ONU Mulheres de avaliação rápida da igualdade d...Leia mais >>>
"O presente relatório é resultado do processo de avaliação da resposta humanitária á migração venezuelana, especificamente na fronteira entre Brasil e Venezuela, no que tange a igualdade de gênero. Tal processo foi construído em parceria entre o Instituto de Estudos Socioeconômicos (Inesc) e o Núcleo de Mulheres de Roraima (NUMUR), em projeto apoiado pela ONU Mulheres. Para tal, foi utilizada como principal norteadora a Ferramenta de Avaliação Rápida (RAT, na sigla em inglês),instrumento global da ONU Mulheres de avaliação rápida da igualdade de gênero e do empoderamento das mulheres em contextos humanitários. Esta ferramenta se pauta pelo programa global da ONU Mulheres, o LEAP - Liderança, Empoderamento, Acesso e Proteção para mulheres migrantes, solicitantes de refugio e refugiadas implementado no Brasil pela ONU Mulheres em parceria com o Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados (ACNUR) e Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA), e este instrumento baseia-se em seus três eixos temáticos: Liderança e Participação; Segurança e Bem-estar Econômico. A RAT preconiza que a avaliação da resposta humanitária seja feita por meio de três ferramentas principais: analise de documentos das organizações envolvidas, realização de entrevista seguindo questionário padrão referente aos três eixos e realização de grupos focais com mulheres migrantes atendidas pela resposta humanitárias."
Tipo de Arquivo: PDF Tamanho: 6 Quantidade: 75 páginas

Caixa de ferramentas – Trabalhando com mulheres refugiadas e migrantes (Espanhol)

2021 INESC Ação Humanitária

A caixa de ferramentas que chega às suas mãos é fruto do trabalho realizado no período de 2018 a 2021 - quase três anos -, nas cidades de Boa Vista e Pacaraima, Roraima, na resposta humanitária á migração proveniente da Venezuela ao Brasil. E? fruto de um esforço coletivo para divulgar possíveis ações a serem feitas para a igualdade de gênero e o empoderamento das mulheres em contextos sociais de alto fluxo migratório. As atividades descritas aqui foram parte das ações do Programa Liderança, Empoderamento, Acesso e Proteção (LEAP) para mulhere...Leia mais >>>
A caixa de ferramentas que chega às suas mãos é fruto do trabalho realizado no período de 2018 a 2021 - quase três anos -, nas cidades de Boa Vista e Pacaraima, Roraima, na resposta humanitária á migração proveniente da Venezuela ao Brasil. E? fruto de um esforço coletivo para divulgar possíveis ações a serem feitas para a igualdade de gênero e o empoderamento das mulheres em contextos sociais de alto fluxo migratório. As atividades descritas aqui foram parte das ações do Programa Liderança, Empoderamento, Acesso e Proteção (LEAP) para mulheres migrantes, solicitantes de refúgio e refugiadas no Brasil, implementado pela ONU Mulheres em parceria com o Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR) e o Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA) no pais, pelo fim das desigualdades de gênero, empoderamento e direitos das mulheres. A caixa de ferramentas também está organizada nesses três eixos temáticos: Segurança e Proteção; Bem-estar Econômico; e Liderança e Participação
Tipo de Arquivo: PDF Tamanho: 6 Quantidade: 75 páginas

Caixa de ferramentas - Trabalhando com mulheres refugiadas e migrantes

2021 INESC Ação Humanitária

" A caixa de ferramentas que chega às suas mãos é fruto do trabalho realizado no período de 2018 a 2021 - quase três anos -, nas cidades de Boa Vista e Pacaraima, Roraima, na resposta humanitária á migração proveniente da Venezuela ao Brasil. E? fruto de um esforço coletivo para divulgar possíveis ações a serem feitas para a igualdade de gênero e o empoderamento das mulheres em contextos sociais de alto fluxo migratório. As atividades descritas aqui foram parte das ações do Programa Liderança, Empoderamento, Acesso e Proteção (LEAP) para mulher...Leia mais >>>
" A caixa de ferramentas que chega às suas mãos é fruto do trabalho realizado no período de 2018 a 2021 - quase três anos -, nas cidades de Boa Vista e Pacaraima, Roraima, na resposta humanitária á migração proveniente da Venezuela ao Brasil. E? fruto de um esforço coletivo para divulgar possíveis ações a serem feitas para a igualdade de gênero e o empoderamento das mulheres em contextos sociais de alto fluxo migratório. As atividades descritas aqui foram parte das ações do Programa Liderança, Empoderamento, Acesso e Proteção (LEAP) para mulheres migrantes, solicitantes de refúgio e refugiadas no Brasil, implementado pela ONU Mulheres em parceria com o Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR) e o Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA) no pais, pelo fim das desigualdades de gênero, empoderamento e direitos das mulheres. A caixa de ferramentas também está organizada nesses três eixos temáticos: Segurança e Proteção; Bem-estar Econômico; e Liderança e Participação."
Tipo de Arquivo: PDF Tamanho: 2 Quantidade: 16 páginas

Programa Conjunto LEAP "Liderança, Empoderamento, Acesso e Proteção para mulheres migrantes, solicitantes de refugio e refugiadas no Brasil" Estudo de caso (Inglês)

2021 ONU Mulheres Brasil, ACNUR, UNFPA Ação Humanitária

"A partir de 2018, a crise humanitária venezuelana passou a ter impactos mais significativos no Brasil, com o aumento do fluxo migratório. Das mais de 5,4 milhões de pessoas que haviam migrado da Venezuela para outros países ate janeiro de 2021, mais de 261 mil estavam no Brasil, segundo a Plataforma R4V. O estado de Roraima, na região Norte, e? a principal porta de entrada deste contingente, e é lá que ONU Mulheres tem atuado no atendimento de meninas e mulheres venezuelanas migrantes e refugiadas, a partir do programa Liderança, empoderamento...Leia mais >>>
"A partir de 2018, a crise humanitária venezuelana passou a ter impactos mais significativos no Brasil, com o aumento do fluxo migratório. Das mais de 5,4 milhões de pessoas que haviam migrado da Venezuela para outros países ate janeiro de 2021, mais de 261 mil estavam no Brasil, segundo a Plataforma R4V. O estado de Roraima, na região Norte, e? a principal porta de entrada deste contingente, e é lá que ONU Mulheres tem atuado no atendimento de meninas e mulheres venezuelanas migrantes e refugiadas, a partir do programa Liderança, empoderamento, acesso e proteção para mulheres migrantes, solicitantes de refúgio e refugiadas no Brasil (LEAP). O programa LEAP é conduzido por ONU Mulheres em parceria com o Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA) e o Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados (ACNUR), com financiamento do Governo de Luxemburgo. Assinado em 2018 e em implementação desde 2019, o programa tem como objetivo apoiar o governo brasileiro na resposta adequada às necessidades de mulheres migrantes e refugiadas no Brasil ? agravadas a partir de 2020, com a pandemia de COVID-19."
Tipo de Arquivo: PDF Tamanho: 7.6 MB Quantidade: 16 páginas

Programa Conjunto LEAP ? Liderança, Empoderamento, Acesso e Proteção para mulheres migrantes, solicitantes de refúgio e refugiadas no Brasil ? Estudo de caso

2021 ONU Mulheres Brasil, ACNUR, UNFPA Ação Humanitária

"A partir de 2018, a crise humanitária venezuelana passou a ter impactos mais significativos no Brasil, com o aumento do fluxo migratório. Das mais de 5,4 milhões de pessoas que haviam migrado da Venezuela para outros países ate? janeiro de 2021, mais de 261 mil estavam no Brasil, segundo a Plataforma R4V. O estado de Roraima, na região Norte, e? a principal porta de entrada deste contingente, e é lá que ONU Mulheres tem atuado no atendimento de meninas e mulheres venezuelanas migrantes e refugiadas, a partir do programa Liderança, empoderament...Leia mais >>>
"A partir de 2018, a crise humanitária venezuelana passou a ter impactos mais significativos no Brasil, com o aumento do fluxo migratório. Das mais de 5,4 milhões de pessoas que haviam migrado da Venezuela para outros países ate? janeiro de 2021, mais de 261 mil estavam no Brasil, segundo a Plataforma R4V. O estado de Roraima, na região Norte, e? a principal porta de entrada deste contingente, e é lá que ONU Mulheres tem atuado no atendimento de meninas e mulheres venezuelanas migrantes e refugiadas, a partir do programa Liderança, empoderamento, acesso e proteção para mulheres migrantes, solicitantes de refúgio e refugiadas no Brasil (LEAP). O programa LEAP é conduzido por ONU Mulheres em parceria com o Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA) e o Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados (ACNUR), com financiamento do Governo de Luxemburgo. Assinado em 2018 e em implementação desde 2019, o programa tem como objetivo apoiar o governo brasileiro na resposta adequada às necessidades de mulheres migrantes e refugiadas no Brasil ? agravadas a partir de 2020, com a pandemia de COVID-19."
11 - 20 de 93 Resultado(s)