e Publicações – ONU Mulheres
  • Português

A ONU Mulheres é a organização das Nações Unidas dedicada à igualdade de gênero e o empoderamento das mulheres.

Brasil

93 resultado(s) encontrado(s)
Resultado da pesquisa pelo ano de 
Selecione os filtros de pesquisa
Autoria
71 - 80 de 93 Resultado(s)
Tipo de Arquivo: PDF 5.1 MB Tamanho: Quantidade: 252 páginas

Orçamentos sensíveis a gênero: Experiências

2012 ONU Mulheres Brasil Governança

"Nas últimas décadas, a maioria dos países latino-americanos assumiu um crescente compromisso com a igualdade de gênero. Foram assinados tratados internacionais em defesa e promoção dos direitos humanos das mulheres, e, no âmbito nacional, os países têm introduzido mudanças nas leis civis e penais, aprovado sistemas de cotas de representação política, nos níveis local e nacional, e institucionalizar e fortalecer mecanismos de defesa dos direitos das mulheres. Entretanto, esses compromissos e avanços legais não têm sido respaldados, posteriormen...Leia mais >>>
"Nas últimas décadas, a maioria dos países latino-americanos assumiu um crescente compromisso com a igualdade de gênero. Foram assinados tratados internacionais em defesa e promoção dos direitos humanos das mulheres, e, no âmbito nacional, os países têm introduzido mudanças nas leis civis e penais, aprovado sistemas de cotas de representação política, nos níveis local e nacional, e institucionalizar e fortalecer mecanismos de defesa dos direitos das mulheres. Entretanto, esses compromissos e avanços legais não têm sido respaldados, posteriormente, por recursos orçamentários que permitam concretizar as ações em programas e políticas públicas com objetivos claros de redução das lacunas de desigualdade e cumprimento dos direitos das mulheres. Nesse contexto, a Entidade das Nações Unidas para a Igualdade de Gênero e o Empoderamento das Mulheres - ONU Mulheres (antes UNIFEM), por meio do programa Orçamentos Sensíveis a Gênero, vem apoiando iniciativas de orçamentos com perspectiva de gênero em diferentes países do mundo, como uma ferramenta poderosa e inovadora."
Tipo de Arquivo: PDF 6.8 MB Tamanho: Quantidade: 330 páginas

Orçamentos sensíveis a gênero: Conceitos

2012 ONU Mulheres Brasil Governança

"Nas últimas décadas, a maioria dos países latino-americanos assumiu um crescente compromisso com a igualdade de gênero. Foram assinados tratados internacionais em defesa e promoção dos direitos humanos das mulheres, e, no âmbito nacional, os países têm introduzido mudanças nas leis civis e penais, aprovado sistemas de cotas de representação política, nos níveis local e nacional, e institucionalizar e fortalecer mecanismos de defesa dos direitos das mulheres. Entretanto, esses compromissos e avanços legais não têm sido respaldados, posteriormen...Leia mais >>>
"Nas últimas décadas, a maioria dos países latino-americanos assumiu um crescente compromisso com a igualdade de gênero. Foram assinados tratados internacionais em defesa e promoção dos direitos humanos das mulheres, e, no âmbito nacional, os países têm introduzido mudanças nas leis civis e penais, aprovado sistemas de cotas de representação política, nos níveis local e nacional, e institucionalizar e fortalecer mecanismos de defesa dos direitos das mulheres. Entretanto, esses compromissos e avanços legais não têm sido respaldados, posteriormente, por recursos orçamentários que permitam concretizar as ações em programas e políticas públicas com objetivos claros de redução das lacunas de desigualdade e cumprimento dos direitos das mulheres. Nesse contexto, a Entidade das Nações Unidas para a Igualdade de Gênero e o Empoderamento das Mulheres - ONU Mulheres, antes UNIFEM ?, por meio do programa Orçamento Sensíveis a Gênero, vem apoiando iniciativas de orçamentos com perspectiva de gênero em diferentes países do mundo, como uma ferramenta poderosa e inovadora. "
Tipo de Arquivo: PDF Tamanho: 830 KB Quantidade: 27 páginas

Impactos de bem-estar de mudanças no mercado de serviços domésticos brasileiro

2012 Centro Internacional de Políticas para o Crescimento Inclusivo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (IPC-IG) Empoderamento Econômico

"O trabalho doméstico compreende uma série de atividades, como: limpeza; arrumação; cozinha; cuidados com o vestuário; cuidados com crianças, idosos, pessoas com deficiência, animais; entre outras. Embora podendo desempenhar atividades distintas, duas características são comuns a esses trabalhadores: o trabalho é remunerado e realizado em domicílio que não o do próprio trabalhador (OIT, 2011a; OIT, 2011b). Por essas e outras características socioeconômicas, o grupo de trabalhadores domésticos remunerados possui uma série de peculiaridades, entr...Leia mais >>>
"O trabalho doméstico compreende uma série de atividades, como: limpeza; arrumação; cozinha; cuidados com o vestuário; cuidados com crianças, idosos, pessoas com deficiência, animais; entre outras. Embora podendo desempenhar atividades distintas, duas características são comuns a esses trabalhadores: o trabalho é remunerado e realizado em domicílio que não o do próprio trabalhador (OIT, 2011a; OIT, 2011b). Por essas e outras características socioeconômicas, o grupo de trabalhadores domésticos remunerados possui uma série de peculiaridades, entre as quais se destacam: i) predominam trabalhadoras do sexo feminino; ii) são pagos baixos salários; iii) o empregador é uma pessoa física; iv) a legislação não acompanha a Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), sendo ate? mesmo colocada como exceção os direitos trabalhistas pela própria Constituição Federal (CF); e v) há alto índice de informalidade (OIT, 2011c; IBGE, 2012a)."
Tipo de Arquivo: PDF Tamanho: 9.9 MB Quantidade: 40 páginas

Retrato das Desigualdades de Gênero e Raça 4a edição

2011 Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada Ipea, ONU Mulheres, Secretaria de Políticas para as Mulheres SPM, Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial SEPPIR Gênero e Raça

"Um país que conhece a sua população tem mais chances de investir melhor seus recursos para enfrentar desigualdades e questões sociais. E nesse sentido que a ONU Mulheres, por meio do Programa Regional de Incorporação das Dimensões da Igualdade de Gênero, Raça e Etnia em Programas de Combate á Pobreza em Quatro Países da América Latina: Bolívia, Brasil, Guatemala e Paraguai, tem fomentado e apoiado projetos para produção e divulgação de dados estatísticos desagregados por sexo, raça/cor e etnia. O Retrato das Desigualdades, que é um desses proj...Leia mais >>>
"Um país que conhece a sua população tem mais chances de investir melhor seus recursos para enfrentar desigualdades e questões sociais. E nesse sentido que a ONU Mulheres, por meio do Programa Regional de Incorporação das Dimensões da Igualdade de Gênero, Raça e Etnia em Programas de Combate á Pobreza em Quatro Países da América Latina: Bolívia, Brasil, Guatemala e Paraguai, tem fomentado e apoiado projetos para produção e divulgação de dados estatísticos desagregados por sexo, raça/cor e etnia. O Retrato das Desigualdades, que é um desses projetos, consolidou-se como instrumento de referência para a compreensão das desigualdades de gênero e raça no Brasil. Em sua quarta edição, a publicação fornece ao público dados estatísticos, que compreendem o período de 1995 a 2009, sobre os mais diferentes temas. O objetivo é que os números aqui disponibilizados possam ser lidos por gestoras e gestores públicos, pesquisadores e pesquisadoras, e especialistas, enquanto subsídio para análises, bem como para a formulação de políticas públicas mais equitativas e focalizadas."
Tipo de Arquivo: PDF Tamanho: 6.3 MB Quantidade: 12 páginas

Ano Internacional de Afrodescendentes

2011 ONU Brasil, AMNB Gênero e Raça

Ao eleger 2011 como o Ano Internacional das e dos Afrodescendentes, dez anos após a III Conferência Mundial de Combate ao Racismo, á Discriminação Racial, á Xenofobia e a Intolerâncias Correlatas, ocorrida em Durban, a Assembleia Geral das Nações Unidas reafirma o seu compromisso com a superação do racismo, da descriminação e das desigualdades raciais em escala mundial.
Tipo de Arquivo: PDF 9.8 MB Tamanho: Quantidade: 434 páginas

O Progresso das Mulheres no Brasil 2003–2010

2011 Cepia – Cidadania, Estudo, Pesquisa, informação e ação, ONU Mulheres Brasil Desenvolvimento

"A Cepia, com o apoio da ONU Mulheres, reedita, amplia e atualiza o livro O Progresso das Mulheres no Brasil, analisando a situação da mulher no período 2003-2010 nas áreas do trabalho, da política, dos direitos civis e políticos, da violência, da educação, da saúde e direitos sexuais e reprodutivos, no ambiente rural e urbano. Analisa também a diversidade étnico-racial e traça percursos da ação de advocacy dos direitos humanos das mulheres. Com a contribuição de renomados especialistas, esta publicação apresenta os avanços ocorridos e os desaf...Leia mais >>>
"A Cepia, com o apoio da ONU Mulheres, reedita, amplia e atualiza o livro O Progresso das Mulheres no Brasil, analisando a situação da mulher no período 2003-2010 nas áreas do trabalho, da política, dos direitos civis e políticos, da violência, da educação, da saúde e direitos sexuais e reprodutivos, no ambiente rural e urbano. Analisa também a diversidade étnico-racial e traça percursos da ação de advocacy dos direitos humanos das mulheres. Com a contribuição de renomados especialistas, esta publicação apresenta os avanços ocorridos e os desafios para as próximas décadas. A Cepia e a ONU Mulheres esperam que essa publicação representa um instrumento de conhecimento e de atuação política na promoção do Progresso das Mulheres Brasileiras."
Tipo de Arquivo: PDF 1.030 KB Tamanho: Quantidade: 63 páginas

Guia para jornalistas sobre GÊNERO, RAÇA E ETNIA

2011 FENAJ - Federação Nacional dos Jornalistas, ONU Mulheres Brasil Gênero e Raça, Comunicação e advocacy

"Esta publicação é uma ferramenta do plano pedagógico do curso de formação de jornalistas na temática de gênero, raça e etnia. Tem o propósito de auxiliar jornalistas (que desempenham as funções de produção, reportagem, redação, edição e direção de redação) e estudantes de Jornalismo na tarefa de cobrir os temas com recorte de gênero, raça e etnia no dia a dia da imprensa. Historicamente, a mídia recusa a adoção de uma perspectiva de gênero em seus conteúdos e reforça os estereótipos de gênero, raça e etnia, limitando a veiculação da opinião da...Leia mais >>>
"Esta publicação é uma ferramenta do plano pedagógico do curso de formação de jornalistas na temática de gênero, raça e etnia. Tem o propósito de auxiliar jornalistas (que desempenham as funções de produção, reportagem, redação, edição e direção de redação) e estudantes de Jornalismo na tarefa de cobrir os temas com recorte de gênero, raça e etnia no dia a dia da imprensa. Historicamente, a mídia recusa a adoção de uma perspectiva de gênero em seus conteúdos e reforça os estereótipos de gênero, raça e etnia, limitando a veiculação da opinião das mulheres em geral e invisibilizando a participação das mulheres negras e indígenas em todas as esferas da sociedade."
Tipo de Arquivo: PDF Tamanho: 1.540 KB Quantidade: 13 páginas

Princípios de Empoderamento das Mulheres

2011 ONU Mulheres Brasil, Rede Brasil do Pacto Global das Nações Unidas (UNGC) Empoderamento Econômico

"Os Princípios de empoderamento das mulheres, uma iniciativa resultante da parceria entre a ONU mulheres e o Pacto Global das Nações Unidas (UNGC), oferece um conjunto de considerações que ajudam a comunidade empresarial a concentrar-se nos elementos-chave para a promoção da igualdade de gênero no local de trabalho, no mercado de trabalho e na comunidade. Ampliar o acesso e a inclusão da dimensão gênero nas políticas e nas atividades das empresas requer técnicas, ferramentas e práticas que apresentem resultados sustentáveis. os Princípios de em...Leia mais >>>
"Os Princípios de empoderamento das mulheres, uma iniciativa resultante da parceria entre a ONU mulheres e o Pacto Global das Nações Unidas (UNGC), oferece um conjunto de considerações que ajudam a comunidade empresarial a concentrar-se nos elementos-chave para a promoção da igualdade de gênero no local de trabalho, no mercado de trabalho e na comunidade. Ampliar o acesso e a inclusão da dimensão gênero nas políticas e nas atividades das empresas requer técnicas, ferramentas e práticas que apresentem resultados sustentáveis. os Princípios de empoderamento das mulheres, elaborados por meio de um processo consultivo internacional que incluiu várias parcerias, fornecem uma lente de gênero para investigar e analisar as atuais iniciativas, estudos e práticas de elaboração de relatórios."
Tipo de Arquivo: PDF Tamanho: 2.7 MB Quantidade: 32 páginas

CARTILHA DIREITOS DA MULHER PREVENÇÃO À VIOLÊNCIA E AO HIV | AIDS

2010 ACNUR, OPAS, UNAIDS, UNFPA, ONU Mulheres Brasil Prevenção e Fim da Violência contra as Mulheres

"Este guia informa as mulheres sobre as diversas situações de violência de que podem ser vítimas e como se prevenir e buscar ajuda. Também explica os direitos sexuais e reprodutivos e as formas de prevenção ao HIV/AIDS e a outras doenças sexualmente transmissíveis. A violência contra a mulher atinge mulheres dentro e fora da família e não é praticada somente por meio de agressão física, como tapas, socos, pontapés, chutes etc. Existe também a violência psicológica, moral, patrimonial e sexual. A violência sexual pode ocasionar gravidez indeseja...Leia mais >>>
"Este guia informa as mulheres sobre as diversas situações de violência de que podem ser vítimas e como se prevenir e buscar ajuda. Também explica os direitos sexuais e reprodutivos e as formas de prevenção ao HIV/AIDS e a outras doenças sexualmente transmissíveis. A violência contra a mulher atinge mulheres dentro e fora da família e não é praticada somente por meio de agressão física, como tapas, socos, pontapés, chutes etc. Existe também a violência psicológica, moral, patrimonial e sexual. A violência sexual pode ocasionar gravidez indesejada e abortos espontâneos, aumentando o risco de infecção por doenças sexualmente transmissíveis e pelo HIV. É importante saber que a violência pode ocorrer no espaço público e no espaço doméstico. Este guia tem por objetivo servir de auxílio para todas as mulheres vítimas de violência e para todas as pessoas que queiram atuar no enfrentamento á violência contra a mulher."
Tipo de Arquivo: PDF Tamanho: 969 KB Quantidade: 22 páginas

O Progresso das Mulheres no Mundo (2008-2009): Quem responde às mulheres? Gênero e responsabilização - Sumário Executivo

2009 ONU Mulheres Desenvolvimento,Governança

O relatório Progresso das Mulheres do Mundo 2008/2009: Quem Responde às Mulheres? Gênero e Responsabilização demonstra que a realização dos direitos das mulheres e o alcance dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio depende do reforço da responsabilização para com os compromissos perante as mulheres e a igualdade de gênero. Os exemplos destacados em todo este Relatório sugerem que, para que os direitos das mulheres se traduzam em melhorias importantes nas suas vidas, e para que a igualdade de gênero seja uma realidade na prática, as mulheres ...Leia mais >>>
O relatório Progresso das Mulheres do Mundo 2008/2009: Quem Responde às Mulheres? Gênero e Responsabilização demonstra que a realização dos direitos das mulheres e o alcance dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio depende do reforço da responsabilização para com os compromissos perante as mulheres e a igualdade de gênero. Os exemplos destacados em todo este Relatório sugerem que, para que os direitos das mulheres se traduzam em melhorias importantes nas suas vidas, e para que a igualdade de gênero seja uma realidade na prática, as mulheres devem ter a possibilidade de participar plenamente no processo de tomada de decisões públicas a todos os níveis e pedir contas aos responsáveis sempre que os seus direitos sejam violados e as suas necessidades ignoradas. Publicado a meio do caminho da meta de 2015 para alcançar os ODM, o relatório Progresso apresenta provas claras de que o empoderamento das mulheres e a igualdade de gênero são a força motriz para a redução da pobreza, a promoção da segurança alimentar, a redução da mortalidade materna e para o reforço da eficácia da ajuda.
71 - 80 de 93 Resultado(s)